topico setinha laranja ÁREA RESTRITA

             icone facebookicone youtubeicone instagramicone emails
         bt irradiacao geid

ALIMENTOS QUE SERIAM DESCARTADOS VIRAM REFEIÇÕES NUTRITIVAS PARA FAMÍLIAS CARENTES

Publicado: Terça, 06 Junho 2017

Geid Alimenta Logo

Todas as quintas-feiras, a prestadora de serviços Claudia Mussumeci, com um sorriso no rosto e com o coração cheio de amor, deixa sua rotina de trabalho e de casa para junto com mais outros 100 voluntários arregaçar as mangas e alimentar quem precisa.

Em um barracão, onde foi montada uma cozinha semi-industrial, com ajuda de doações, eles separam, lavam e cortam alimentos que antes seriam descartados e que através do projeto GEID Alimenta são aproveitados e se transformam em refeições para dezenas de famílias carentes da comunidade da Freguesia, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro.
Com uma aparência às vezes não muito atrativa para o consumidor final, toneladas de frutas, verduras e legumes são dispensados diariamente em indústrias, feiras e rede de supermercados. Estima-se que um terço do total de alimentos produzidos no mundo vão para o lixo. “Dar-se conta que há tanta gente com fome e muito alimentos, ainda bons para o consumo, não chegando a mesa dessas pessoas nos motivou a criar o projeto que através de doações, parcerias e o voluntariado transforma o que antes seria jogado fora em bolos, tortas, geleias, pães, sopas, cestas verdes, doces e compotas caseiras se tornando a refeição de muitas famílias”, diz Marcelo Ramasine presidente do Geid Alimenta.

A GEID Alimenta, que foi criado pelo Grupo de Estudos Integrais Demétrius (GEID) uma associação espírita, existe há pouco mais de seis meses e já ajuda cerca de 500 pessoas da comunidade da Ilha do Governador como o senhor João Maria que recebe auxílio do projeto para complementar a alimentação em sua casa. Como ele, dezenas de famílias carentes, moradores de ruas e três entidades da região, um asilo, uma creche, e a Casa do Índio da Ilha do Governador que dá assistência às crianças, jovens e adultos indígenas que foram rejeitados por suas tribos por terem algum tipo de deficiência física ou mental também são beneficiados. “Nos reunimos uma vez por semana, às quintas-feiras, das 10h às 22h, para os trabalhos de coleta, triagem, limpeza, preparação e distribuição dos alimentos.”, conta o presidente.

Fazer o bem

Claudia é uma das coordenadoras do projeto e é responsável por receber e direcionar os voluntários. Ela conta que mesmo na coordenação ela não deixa de colocar a mão na massa e sempre que precisa, lá está ela, limpando e organizando tudo. “Aqui não tem distinção, temos voluntários que são grandes empresários, donas de casa, desempregados, homens e mulheres de todas as idades e classes sociais que ajudam em todo o processo”, revela a prestadora de serviço que complementa “estar aqui mudou muito a minha maneira de enxergar a vida e dar valor ao que realmente importa, além de trazer uma nova consciência. Meus filhos e meu marido, quando podem, também participam do projeto, e agora em casa tudo é aproveitado, sem desperdício.”.

E o desperdício zero é levado muito a sério por toda a equipe do GEID, tanto é que inclusive as sobras não para o lixo, elas viram adubo utilizado na horta orgânica mantida pela instituição. “Plantamos alface, tomate, quiabo, chuchu, cenoura em uma horta de cerca 400 metros quadrados que os próprios moradores do bairro nos ajudam a manter”, revela Marcelo.

O GEID Alimenta tem apoio do Hortifruti Unidade Ilha do Governador, o supermercado Extra e a indústria Piraquê que ajudam com doações de alimentos. Entre os voluntários, especialistas como nutricionista, psicólogos também participam e atendem pelo projeto.

Atualmente, cerca de uma tonelada de alimentos são preparados, mensalmente, a ideia é que o projeto cresça e até o final deste ano esse número chegue a 10 toneladas, somando a isso muito mais famílias sendo alimentadas. “Eu não vejo mais sentido na minha vida sem participar desse projeto. É como uma terapia que faz bem para a alma. A gente até brinca, falando que ‘se você está com problema na sua vida, vem cortar cebola aqui com gente que tudo melhora’”, confidencia Marcelo.

Interessou-se pela bela iniciativa do GEDI Alimenta no Rio de Janeiro e quer saber mais sobre como ajudar ou como seria realizar uma atividade como está em sua comunidade? Então acesse o site Geid Alimenta e faça a diferença! GEID Alimenta - Rua do Romancista, nº 96 - Ilha do Governador – Rio de Janeiro (021) 3396 0374 / 3368 8776

logo doisnamidia brancaGEID - Grupo de Estudos Integrais Demétrius
Rua do Romancista, nº 96 - Ilha do Governador || 3396-0374 / 3368-8776 
Copyright 2014. Todos os direitos reservados.